Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2015

Seleção do Catálogo de Bolonha 2015

A Editora Peirópolis publicou esta semana em sua página no Facebook que o livro A secretescrita e o desafio decifradórico de Francisco Marques, o Chico dos Bonecos, foi selecionado para compor o Catálogo de Bolonha 2015 . Esse catálogo apresenta ao mundo o que há de melhor da produção editorial em literatura infantil e juvenil.  Fiquei extremamente feliz ao ver esta notícia! Essa obra foi uma das que revisei para a Editora Peirópolis e é uma sensação muito gostosa a de fazer parte dos bastidores da criação de um livro, ainda mais quando há esse tipo de reconhecimento por parte do mercado editorial. Para quem ainda não leu esse instigante e aventuresco livro-enigma, entre aqui ! Quem realiza a seleção aqui no Brasil para compor o catálogo é a Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). Eu já falei dela  aqui . Se ainda não leu, confira o que temos de melhor para a nossa literatura por meio da página deles, que é tudo de bom! Para saber quais são os out

Curso "A confecção do livro"

A Unil (Universidade do Livro, braço educacional da Fundação Editora da Unesp) foi criada em 1999 e promove diversos cursos ao longo do ano. Dentre os cursos, disponíveis para início ainda neste primeiro semestre, está o de A confecção do livro: produção gráfica editorial . Este curso é inteiramente realizado em ambiente eletrônico, o que é ótimo! As inscrições já estão se encerrando, então corre lá e faça já a sua! Há ainda cursos presenciais realizados em São Paulo. Para saber mais, clique aqui e confira a lista completa da oferta desse semestre. Bons estudos! 

Dia do Contador de Histórias

Hoje é mais um dia superespecial! Gente, são tantas as datas especialíssimas que temos ao longo do ano que é até fácil se perder e se esquecer de alguma delas, não é mesmo? Mas o Momento Revisão está aqui para lhe dar uma forcinha e para você estar sempre por dentro de todas as celebrações literárias que podemos desfrutar ao longo de um ano inteirinho! Dia 20 de março é o Dia do Contador de Histórias!  Tenho tantas coisas lindas para dizer sobre essa profissão que me faltam palavras. A única que me vem à mente neste momento é MAGIA. Para mim, é incrivelmente mágico contar e encantar com histórias.  Para esta linda profissão, a homenagem de hoje vem da queridíssima Editora Lê: Feliz dia da magia! Feliz dia do Contador de Histórias! 

Boletim Abrelivros – fevereiro 2015

A Abrelivros (Associação Brasileira de Editores de Livros Escolares) publicou em seu boletim do mês passado muita coisa bacana! Dentre elas, destaco o  Dia Nacional do Livro Didático , comemorado no dia 27 de fevereiro .  Foto: Arquivo Abrelivros Essa é uma data muitíssimo importante para todos nós. O livro didático, muitas vezes, é o primeiro contato que o leitor tem com a produção editorial brasileira.  Esse objeto tão precioso abre portas para o universo da leitura e da aprendizagem e nos acompanha durante grande parte de nossas vidas escolares. A produção criteriosa desse material faz com que ele demore em média três anos para chegar até a sala de aula. Tanto empenho e carinho dedicados ao livro didático merece uma data de celebração mais do que especial! Acesse a página da Abrelivros clicando aqui e boa leitura!

Daniel Pennac e os direitos imprescritíveis do leitor

A minha graduação em Letras foi praticamente toda feita em francês, língua escolhida para minha habilitação. Eu não sei dizer o porquê da minha decisão por essa língua, sendo que para mim seria mais racional ter optado pelo italiano, que aprendi a falar aos 6 anos de idade e sou completamente apaixonada até hoje. Mas o francês me fascina de uma forma que não sei explicar. Uma das possíveis razões encontra-se na literatura francesa. Ler em francês é um dos maiores prazeres que tenho nesta vida.  Dentre essas muitas leituras que já fiz, a obra Comme un roman , de Daniel Pennac, é uma dessas delícias que marcaram minha memória de boas lembranças. A leitura desse livro é bem leve e descontraída e superindico para quem está interessado em ler em francês com fluidez. Pennac listou nesta obra os direitos imprescritíveis do leitor, os quais traduzi: 1. O direito de não ler. 2. O direito de pular páginas. 3. O direito de não terminar um livro. 4. O direito de reler. 5. O direito

Marcelo Corrêa Lima, tradutor juramentado de espanhol

A vida me presenteou ao proporcionar o contato com profissionais admiráveis. O entrevistado dessa semana é o tradutor juramentado Marcelo Corrêa Lima. Ele é a minha referência para traduções de espanhol e meu termômetro nas redes sociais para debates políticos. Esse cara tem muito a dizer sobre praticamente tudo e vale muitíssimo a pena conhecer um pouco mais sobre ele. Bora lá! Marcelo, você possui licenciatura em Português pela Faculdade de Letras da UFMG. Como você se tornou tradutor juramentado de espanhol? Concluí minha graduação em 2001, ministrando aulas em cursos pré-vestibulares e colégios, mas sempre trabalhando com tradução. Em 2009, fui aprovado em concurso promovido pela Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (JUCEMG). Já fazia 13 anos que trabalhava como assistente da excelente tradutora juramentada Marilurdes Nunes, que me proporcionou o devido preparo para a prova da Junta Comercial. Você também é mestre em Estudos Literários pela FALE/UFMG. Como v

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *